Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

Shoefiti - Sabem o que é?

Certamente já viram sapatilhas penduradas em cabos elétricos na rua, como na fotografia que aqui vos apresento.

 

 

(Imagem retirada daqui)

 

Já pararam para pensar o porquê de ali estarem? O que significa?

 

Não é efetivamente um comportamento parvo e problemático exclusivo do português rebelde, é uma… moda, chamemos-lhe assim, presente em várias partes do mundo que se estima que seja originária dos Estados Unidos da América – importamos realmente tudo o que é porcaria – denominada de shoefiti, que junta as palavras Shoe (sapato) e Fiti (grafitti). Assim podemos dizer que é uma forma de arte urbana que originalmente servia para delimitar territórios de gangues e de tráfico. Ou seja, onde existiam os sapatos pendurados era - e em muitos sítios ainda é - possível adquiri e consumir droga. Era possível ainda saírem dessas zonas só com a roupa que tinham no corpo e às vezes nem isso.

 

Sabem o que os felinos fazem para demarcar território? Rebolam, urinam e roçam-se em determinadas partes de certos locais para mostrar ao seu opositor que aquele espaço tem dono e que se avançar poderá ter problemas. O humano julga-se uma raça superior, por isso estaria fora de questão roçar-se nas paredes das ruas, e rebolar na calçada para mostrar que o território lhe pertence, porque chegou primeiro, e depois também porque o nariz humano não tem assim um poder olfativo tão potente. Desta forma, os sapatinhos pendurados nos fios da iluminação pública foi a forma mais inteligente que estes sujeitos alcançaram para mostrar o seu poder. Quanto à inteligência em si… Isso já é questionável.

 

Apesar da sua origem, muitas outras explicações são avançadas e podem depender de país para país e de cultura para cultura, podem apenas simbolizar a primeira relação sexual de um jovem – como é o caso da Austrália -, ou então simbolizar um pacto entre os gangues e a polícia – como é o caso de Espanha -, ou até mesmo sinalizar uma morte de alguém e nesse caso os sapatos pertencem ao defunto. Há até casos, noutras culturas, que os sapatos pendurados são apenas mera decoração - de gosto duvidoso, na minha humilde opinião. Apesar de diversificadas, são mais as explicações ligadas ao crime do que as totalmente inofensivas. Por isso pelo sim pelo não, quando virem estes territórios demarcados evitem andar sozinhos a menos que procurem problemas.

 

Quem já tinha ouvido falar do Shoefiti? Conhecem outras explicações?

Comentar:

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.