Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

IRS referente a 2016.

Dentro de poucas horas, vão poder começar a entregar a declaração de IRS referente a 2016. 

Este ano existe várias diferenças, por isso, não se assustem quando virem coisas esquisitas a não aparecerem nos dados preenchidos. 

alf impostos 

1- NÃO USEM QUALQUER SOFTWARE QUE NÃO SEJA DAS FINANÇAS!!!!

2- Se o vosso browser não permitir a entrega, observem a barra da esquerda, escolham download e escolham a versão do programa que serve para o vosso sistema operativo e instalem no computador. (Se não souberem e estiverem a usar Windows, escolham a versão de 32 bits.) Procurem o boneco azulado que vos oferece um abraço, no ambiente de trabalho, carreguem nele. Sigam as instruções e a entrega é igual como se estivessem no site. Precisam de ter o computador ligado à internet, quando forem fazer a simulação. Pois é necessário receber os dados já validados pelas finanças. Validem, simulem, gravem e entreguem. Depois disso, podem desinstalar o azulado e desejar-lhe um "Até para o ano!"

3- Este ano não existe primeira e segunda fase de entrega. Por isso, se tem rendimentos de actividade, recibos verdes, prediais, capitais ou outros géneros, a fase de entrega é de 1 de Abril a 31 de Maio, sem qualquer divisão. Se só tiverem ordenado ou pensões podem entregar o IRS até ao fim de Maio (ou não entregarem...) que não pagam multa. 

4- ATENÇÃO: As despesas de refeição dos estudantes (realizadas em refeitório ligado à escola que frequentam e onde tenham sido introduzido NIF dos estudantes) DEVEM ser adicionadas às despesas de educação manualmente. Para realizarem essa alteração, devem consultar (abram outro separador) as despesas individualmente (Saúde, educação, imóveis e despesas com arrendamento, podem ignorar o resto, que são a parte do IVA que não é possível declarar ou alterar dessa forma). Ao chamarem o anexo H tem lá uma bolinha que diz que aceitam os valores comunicados à autoridade tributária. Tem de escolher o Não e ir ao quadro 6C, preencher TODOS os valores dedutíveis. Os valores de rendas/juros para habitação, de despesas médicas ou lares DEVEM ser os que estão no site registados para 2016. Sendo que o único diferente é as despesas de educação. Devem somar as declarações que tenham em vossa posse (tem de ter o NIF das crianças em idade escolar!!!) ao valor original. Terão de guardar essas declarações durante QUATRO anos, para o caso da autoridade tributária querer confirmar o valor apresentado.  

5- Se alguém que tenha auferido SÓ rendimentos por conta de outrem e/ou recebido pensões, caso não faça a entrega do IRS até 31 de Maio, as finanças irão validar o IRS automaticamente ás 23:59:59 desse dia mesmo sem a intervenção do contribuinte. Isto é, se por mero acaso tiverem alguém de família ou conhecido que vos apareça em Julho a dizer que recebeu a nota de liquidação do IRS sem o ter entregue, não achem esquisito. É mesmo assim. O entregar mais cedo, serve para acelerar o processamento das declarações e eventual reembolso. Quem tenha outros tipos de rendimentos, TEM de realizar a entrega normalmente e caso não o faça até 31 de Março, estará sujeito a uma multa de 50 a 5000 euros. 

6- Se só tiveram ordenados ou pensões e forem solteiros/separados, quando entrarem no site de entrega com a vossa senha, vão encontrar uma opção na barra de menus da esquerda que diz IRS automático. Estando no caso das letras gorduchas, ao carregarem nessa opção, vão receber a nota de liquidação que é só necessário aceitar. Se forem casados, tiverem outros rendimentos ou tiverem filhos, NÃO PODEM USAR ESSA OPÇÃO MESMO ESTANDO DISPONÍVEL!!! Devem realizar a entrega da declaração do modo habitual. 

7- Uma promessa que foi feita é que se entregarem os IRS sem alterar qualquer valor, aceitando a nota de liquidação que vos é apresentada pelas finanças, criada com base nos valores já validados, o reembolso das retenções será feito em 15 dias úteis, após a validação central da declaração. Por isso, não vão logo a correr para entregar o IRS. Normalmente, pelo menos, até ao fim do 5 dia desde que se inicia a entrega, não são feitas validações, para que os serviços se mantenham centrados na recepção de declarações. Por isso não tentem cometer homicídio aos vossos computadores... 

 

 PS- Sim, Alf podes. São despesas gerais, só há um pequeno problema: Estás ilegal no nosso planeta e não tens forma de declarar o pó para as pulgas em Melmac. 

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Andy Bloig 01.04.2017

    Para quem já fez no ano passado, não há novidade. Para quem está habituada a ver o anexo H todo preenchido, então há coisas muito estranhas. 
    Este ano, quem tiver empréstimos para habitação antes de 2012, precisa de preencher os dados da casa... sem preencher o valor. Os outros nem precisam de tocar no anexo H.
  • Imagem de perfil

    Princess Beauty 03.04.2017

    Uma questão, quem comprou por exemplo caso no ano passado não tem de preencher qualquer dado do imóvel certo? As rendas ficam apenas nas despesas gerais ?
  • Imagem de perfil

    Andy Bloig 03.04.2017

    Infelizmente, é assim. 
    Todos os empréstimos obtidos a partir de 1 de Janeiro de 2012 deixaram de ser dedutíveis. Na parte dos imóveis não te vai surgir qualquer valor. As despesas com o crédito são indexadas nas despesas gerais. 
    Só quem tem empréstimos que tenham sido activados até 31 de Dezembro de 2011 é que usa a dedução dos imóveis ou que pague renda para habitação própria, para as deduzir é obrigatório a introdução dos dados do imóvel. 
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.