Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

5 Dicas a Considerar antes de Comprar Casa

casacomprar.jpg

 

Como contei no blog pessoal, não penso comprar casa neste momento. Nem saberia por onde começar se o quisesse fazer. Mas muita gente a minha volta está nesse processo. Falei com uma amiga no ramo, que faz parte da equipa Comprar com Arte e ela deixou alguns conselhos, que agora partilho convosco, caso estejam nesse ponto.


1. Pilim. 
O primeiro passo é fazerem contas à vida. Ou como ela disse, de uma forma mais polida que eu: fazer uma análise financeira para saber até onde podem gastar e qual o impacto no vosso orçamento mensal. Se estão a considerar uma mudança, espera-se que seja para melhor e comprar uma bela casa para depois só comer pão com manteiga o mês todo porque não chega para bifes não vale a pena (isto já são palavras minhas outra vez). Se o orçamento for à vossa medida, às vezes mesmo que faltem as luzes que acendem com palmas, serão mais felizes.


2. Location, location, location.

Escolham com muito amor e carinho a ZONA, pois será aí que toda a vossa realidade vai passar a ter lugar. Sossego ou movimento? Perto do quê e de quem? Onde é importante que estejam? Onde se sentirão bem? Isto digo eu: não quer dizer que não se possam deixar surpreender por uma zona onde nunca se imaginaram (não se limitem), mas é bom que levem tempo suficiente a explorá-la ou se informem bem sobre ela, afinal é uma compra que se espera que dire anos. Eu também achava que agora estava numa zona muito calma e no outro dia estou sossegada em casa à noite e começo a ouvir um tumulto vindo de fora e vejo uma multidão com archotes. Mas talvez fosse do sono, porque afinal era uma procissão noturna. O tumulto eram orações e os archotes eram velas acesas...


3. Imóvel novo ou por restaurar?

Ou como ela enumerou, devem escolher o tipo de casa: nova, para recuperar totalmente ou para recuperar parcialmente. Esta, mesmo sem ter pensado muito no assunto: eu sei. Nova ou usada mas em excelentes condições, já restaurada. Tenho paciência zero para esperar por coisas que quero na hora, joga-me com a ansiedade. Fosse eu rica e era assim com tudinho: comprar feito. mas percebo as vantagens de recuperar. Potencialmemte o preço, mas também deixar as coisas bem ao nosso jeito. Eu não deixo ao meu jeito: adapto-me.  


4. Se os conselhos fossem bons...
Devem consultar um profissional da área para vos explicar todos os trâmites da compra e venda de um imóvel e possíveis benefícios ou custos fiscais. É que às tantas uma pessoa (como eu, a escrever este post ou a vossa tia que tem aquela casa em Xabregas) tem muito boa vontade, mas no final de contas se os conselhos fossem bons vendiam-se como se costuma dizer e cada um sabe de si, não sabe de todos. A compra de uma coisa é um projeto tão complexo, a tantos níveis (sendo o primeiro o que se chama em termos técnicos "a paciência de job"), que é bom que alguém que faz vida dessa área vos apoie, tendo em conta todo o seu conhecimento do processo e as vossas necessidades específicas.

 

5. Ligar à Equipa Comprar Com Arte! Não ganhei um chavelho a escrever e publicar este post, mas só o pude escrever dada a colaboração dos profissionais desta empresa, onde trabalha alguém da minha total confiança - quer como pessoa, quer como profissional. E eu diria que ter um contacto de confiança também é uma bela dica num mercado como o de hoje em dia. Antes disso, não saberia para onde me virar se quisesse meter-me no assunto. Hoje falaria com ela.

 

E porque este é um espaço de partilha, sintam-se também à vontade para deixar nos comentários as próprias dicas e conselhos, sobretudo se já passaram por um processo destes, bem como indicações das pessoas e empresas que mais vos ajudaram nesse processo.

 

Sigam-me no blog pessoal, no Instagram - @maria_das_palavras e no Facebook aqui. O Aprender também tem página no Facebook: aqui.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.