Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

Preferem a banana verde ou banana madura?

Quando vou comprar Bananas normalmente opto por aquelas que se encontram no meio-termo, nem muito maduras nem muito verdes. No entanto, em casa dos meus sogros só gostam delas verdes e em casa da minha mãe só gostam delas maduras.

E vocês, como as preferem?

Banana.jpg

 (imagem retirada da net)

A Banana é a fruta mais consumida no mundo. É doce, macia e fornece energia instantânea. Por prevenir as cãibras e as dores musculares, recebe o status de "alimento dos atletas".

É rica em carbohidratos, o que a torna uma das melhores fontes de energia para o corpo. Tem um baixo teor de gorduras e alto teor de fibras o que ajuda na absorção dos açúcares presentes. Erradamente, muitas pessoas deixaram de consumir esta fruta acreditando que engorda, porém já foi demonstrado que o seu consumo regular e diária auxilia no combate ao excesso de peso. Além disto, a banana dá-nos a sensação de estômago saciado e estimula a eliminação de líquidos retidos no organismo por ser rica em potássio. 100 gr deste fruto tem aproximadamente 90 calorias.

 

Benefícios da Banana:

 

- Reduz a tensão arterial;

 - auxilia a perda de peso;

- auxilia a digestão;

 - fortalece ossos;

- protege a retina dos olhos;

- reduz o stress e a depressão;

 - impede a anemia;

- combate as náuseas;

- são afrodisíacas;

- regula o intestino em casos de diarreia;

- diminui o apetite;

- diminui as cãibras musculares;

- diminui as cólicas menstruais;

 - alivia os sintomas da ressaca;

- alivia a azia.

 

 

Então e qual será a forma mais adequada de comê-la, verde ou madura?

A resposta é comer de acordo com as suas necessidades, ou seja:


 Banana verde

- Ajuda a regular o intestino, aliviando a prisão de ventre quando se come crua ou combatendo a diarreia quando é cozida;

- Combate os diabetes, pois o amido resistente e as fibras presentes na fruta enquanto verde evitam que os níveis de açúcar subam demasiado no sangue;

- Ajuda a baixar o colesterol,pois ajuda a eliminar as gorduras;

- Combate as doenças cardiovasculares, uma vez que melhora a circulação sanguínea;

- Emagrece, pois as fibras da banana verde ajudam a diminuir o apetite facilitando assim a perda de peso.

 

Banana madura

 - Mais doce, pois o amido transforma-se em sacarose, glicose e frutose e por isso é mais fácil de digerir que a verde. Porém, a versão madura perde algumas vitaminas e minerais no processo de amadurecimento;

- Ao amadurecer, a banana produz antioxidantes protegendo assim as nossas células;

- Tem propriedades anticancerígenas quando está bastante madura e com manchas pretas, pois produz uma substância que combate as células malignas;

- Fortalece o sistema imunológico 8 vezes mais que as bananas verdes;

-  O ferro ajuda a repor os glóbulos vermelhos do sangue, evitando a anemia.

 

 

Vai uma banana?

 

 

 

 

Como congelar cogumelos frescos

6pvsy9sg8sxsxosxq6oebrc92.jpg

Os verdadeiros apreciadores de cogumelos preferem come-los frescos porque são muito mais saborosos que os enlatados, além da diferença do sabor, são mais nutritivos e podem ser encontrados numa maior variedade.

A desvantagem dos cogumelos frescos é durarem muito pouco, apenas uma semana no frio e quando nos lembramos que ficavam maravilhosamente a acompanhar uma receita muitas vezes não os temos no frigorífico.

Como consumidora ávida de cogumelos opto por congela-los, assim tenho sempre cogumelos frescos e saborosos para as minhas receitas favoritas.

Os cogumelos devem ser congelados já prontos a consumir por isso deve-se ter em atenção a receita em que os iremos usar, como cada tipo de cozinhado pede uma variedade diferente é fácil congela-los de acordo com a receita.

Esta é a grande vantagem de cogumelos seleccionados em relação às misturas já congeladas disponíveis nos supermercados, ficam de acordo com as nossas preferências.

Existem diversas variedades de cogumelos, as minhas favoritas são os Portobello, Marrom, Shitake,  Pleurothus os Champignon.

 

Como congelar:

Os cogumelos retêm muita água assim o ideal é não serem lavados antes de congelados, os embalados já higienizados são a melhor opção, se os comprar avulso opte por os limpar com um papel e só em último caso lava-los e não os coloque de molho porque irão absorver muita água e ficarão com uma consistência má a lembrar borracha.

Portobelo.jpg

Portobello – são óptimos para assar e grelhar. Excelente opção para rechear.

Limpe os caules e remova os pequenos veios castanhos, pique os caules e junte com os veios e congele em separado, esta mistura poderá ser utilizada no recheio dos cogumelos ou em risottos.

Disponha os cogumelos limpos num recipiente plano separados uns dos outros e congele, após estarem bem congelados poderá coloca-los noutro recipiente para ocuparem menos espaço.

 

marrom.png

 Marrom - são óptimos para grelhar e saltear.

Remova os caules e congele-os laminados se forem para saltear ou inteiros se forem para grelhar. Os inteiros devem ser congelados de forma a não tocarem uns nos outros.

Pleurotus-1.jpg

 

Pleurothus – são óptimos para saltear e colocar em risottos e massas.

Remova a parte mais dura do caule e parta-os aos cubos ou laminados e congele nas porções que desejar.

 

Shitake.jpg

Shitake - dos meus favoritos ficam bem quase em tudo, em molhos,  risottos, massas,  bruschettas ou apenas refogados.

Remova os caules e corte-os aos cubos ou laminados conforme a usar na receita.

 

champignon.jpg

 

Champignon – são os mais usados, ficam óptimos salteados e em salada, mas para saladas devem ser utilizados frescos.

Remova os caules e lamine-os é a forma como ficam mais saborosos, embora estes cogumelos não sejam tão bons depois de congelados.

 

Todas as variedades devem ser congeladas o mais frescas possível para conservarem as suas propriedades, depois de congelados os cogumelos duram muito tempo, embora não haja uma data de validade estes não devem ultrapassar os 6 meses no congelador para garantir que estão em bom estado.

No momento da utilização os cogumelos não devem ser descongelados devem ser incorporados nas receitas de imediato para não existirem alterações na sua textura e o sabor.

 

Dica de poupança: os cogumelos frescos são um alimento com um preço relativamente elevado, para que fiquem mais económicos podem aproveitar uma promoção, comprar em maior quantidade e congelar, ficam mais em conta mas com todo o sabor.

O que é a Afasia? II

Se na semana passada falamos sobre a Afasia, uma das consequências de um AVC (por exemplo), esta semana iremos observá-la. Uma coisa é falarmos das suas características, outra coisa é observarmos a pessoa com Afasia. Muitas vezes o primeiro impacto com pessoas com Afasia faz com que não saibamos reagir, pois a teoria é uma coisa e a prática é outra. Lembro-me perfeitamente de nas aulas os professores nos prepararem para esse desafio, contudo não impediu o meu 'choque' quando observei pela primeira vez num senhor de 43 anos com uma Afasia de Wernick. Mais que o conhecimento teórico é preciso ver e saber lidar com uma pessoa com Afasia e hoje é o que vamos fazer.

Podemos ainda fazer outro exercício: Limpem a vossa mente e vejam o primeiro dos vídeos, o que fariam se um dia acordassem e as palavras que queriam dizer não vos chegassem à boca? O que fariam se olhassem para uma pessoa e não percebessem nada do que diziam? E se vocês mesmos conseguissem aperceber-se de que tudo o que diziam não fazia sentido? É algo assustador, mas a verdade é que há milhares de pessoas que lidam com isso todos os dias e o Terapeuta da Fala auxilia na aprendizagem de um novo método de comunicação ou na melhoria das capacidades para a comunicação.

 

Afasia de Wernick, não há paragens do discurso, no entanto a senhora tem imensas dificuldades de compreensão como se pode observar com a falta de respostas às perguntas feitas, nem realiza as tarefas pedidas. Por vezes utiliza apenas uma palavra para executar a tarefa, 'Mostra-me como se dá um beijo', ela recorre só à palavra beijo para imitar. O vídeo é em inglês, mas as características são evidentes.

Afasia de Broca, é observável que a jovem sabe o que deve dizer mas não se lembra das palavras, a Sarah compreende o que lhe dizem, mas não consegue verbalizar a resposta em tempo imediato, não mantendo um discurso fluente. É como se as palavras não lhe formassem no cérebro. Reparem nas pausas que faz e nos 'hummm' que faz para pensar na palavra que quer dizer.

Afasia Global, semelhante à Afasia de Broca. A terapeuta questiona onde estão, responde no parque. O senhor compreende, mas não consegue responder nem repetir o que lhe dizem, a leitura e a escrita encontram-se também afectadas.

Afasia de Condução, vejam que a senhora percebe a tarefa que tem de fazer, contudo a meio da tarefa erra e não consegue retomar o exercício, apercebendo-se da falha. É como se a informação entre o cérebro e a boca se perdesse pelo caminho.

Afasia Anómica, reparem que o senhor não parece ter qualquer problema de linguagem e fala, O discurso é fluente, percebe as questões e consegue expressar-se, o problema da Afasia Anómica é que é facilmente camuflada, pois a única dificuldade que o senhor refere é que quando quer fazer um pedido, por exemplo num restaurante, não consegue dizer as coisas e demora mais tempo e por vezes os empregados ficam sem paciência. Ou seja, o que ele não consegue fazer é dar nome às coisas, bastava mostrar-lhe cartões com imagens e essas dificuldades seriam evidentes.

 

Acho que hoje foi mais fácil para perceberem o que é uma Afasia, afinal ver é mais fácil de compreender, mas mais difícil de lidar com estas situações. Pois lembrem-se, até 'ontem' estas pessoas tinham uma vida completamente normal.

 

P.S.: Qualquer dúvida que tenham é só perguntar!

Desafios e Fan Fiction

O post de hoje vai ser dividido em duas partes... não, não vou ainda continuar com a história do cinema... a verdade é que tropecei em duas coisas que queria partilhar convosco: um desafio sobre cinema e uma prequela realizada por fãs de uma saga.

 

O Desafio

O Desafio "Eu e os filmes" foi proposto pela Alexandra e consiste em todos os dias do mês de abril respondermos a algumas perguntas (podem consultar aqui), uma por dia, às 15h.

Deixo a proposta para quem tiver interessado. O objetivo é a partilha de conhecimento entre todos os que estão na blogosfera.

 

Então, alguém se sente tentado?

_______________________________________________________________________________________________________

 

A Fan Fiction

Andava eu perdida pelos caminhos do facebook e tropecei numa notícia interessante. Um grupo de fãs resolveu produzir uma prequela sobre a vida de Severus Snape e como é que ele se iniciou como Devorador da Morte. Falo na saga Harry Potter.

 

Sinopse

Severus Snape é uma das personagens mais fascinantes de toda a saga. Não é preto nem branco mas cinzento. Não é totalmente do mal mas também não é o típico herói bonzinho.... tudo por amor a Lilly.

Este filme de Fan Art passa-se em 1978 quando os quatro amigos James, Sirious, Remus e Peter sairam de Hogwarts, encontram-se num bar a festejar e de repente aparece Severus (que também terminou os seus estudos nesse ano).

Ao ver que este se encontrava no bar, James desafia-o mas são expulsos do bar. Vão então para uma floresta, onde um duelo de 4 contra 1 se inicia até ao momento em que Lilly aparece.

Esta história é contada em flashback, por Severus a um desconhecido nesse mesmo bar...


A direção do filme é de Justin Zagfri

Como atores, Mick Ignis, Kevin Allen, Dani Jae, Paul Stanko, Garrett Schweighauser e Zachary David.

 

Ressalvo que não é de profissionais... só um grupo de fãs... mas são 25 minutos que valem a pena ver!

 

Severus Snape and the Marauders

 

 

Consignação de 0,5% do IRS

Começa hoje a entrega do Modelo 3 do IRS (em Abril será a entrega da primeira fase, em Maio da segunda fase) e optei por vos relembrar que é possível ajudar uma instituição à vossa escolha através da consignação de 0,5% do IRS que está regulamentado pela Lei 16/2001 (artigo 32 nº4 e 6) e que muitos desconhecem.

Esta consignação permite ajudar algumas Instituições religiosas, Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) ou Pessoas Colectivas de Utilidade Pública sem que gastar qualquer dinheiro. O valor calculado é retirado do imposto que deveria ficar para o Estado (e não do valor que o contribuinte tem a receber nem é acrescido ao valor a pagar).

Para fazê-lo, basta, no quadro 9 do anexo H preencher o nome da instituição e o número de identificação de pessoa colectiva (NIPC) da entidade. A lista das instituições está disponível aqui para consulta.

Afinal, ajudar está nas mãos de todos, basta querer.

 

(informações retiradas do portal das finanças)

Pág. 3/3