Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

Vamos TODOS comunicar?

       Uma vez, por estes lados, referi que mais do que Terapeutas da Fala, somos Terapeutas da Comunicação. E a comunicação é uma das mais importantes condições humanas, aliás, é a forma complexa e explicita de como comunicamos e organizamos pensamentos que nos torna seres racionais. Por este mundo existem muitas doenças que têm adjacentes Perturbações da Comunicação, nomeadamente, autismo, paralisia cerebral, síndrome de locked-in, entre outras. 

          Por Perturbações da Comunicação, entenda-se a dificuldade de comunicar, seja para perceber o que é comunicado seja para comunicar. Normalmente, são pessoas com problemas de fala, de compreensão de informação verbal e com défices cognitivos (apesar de em muitos casos também não os terem). Para estas pessoas, como muitas vezes têm ainda dificuldades motoras associadas, é necessário arranjar uma forma de Comunicação Aumentativa e Alternativa. Palavreado difícil? Nem por isso, apenas quer dizer que vamos encontrar uma forma de melhorar a comunicação de forma à pessoa se tornar independente de uma pessoa para ser compreendida. Vejamos alguns exemplos:

          Esta é uma tabela de comunicação de PCS - Picture Communication Symbols, um dos maus utilizados Sistemas de Comunicação. Antigamente usavam-se livros, em que o utilizador tinha de andar a virar as folhas que se encontravam organizadas por categorias (saudações, verbos, objectos, pessoas, tempo...), ainda hoje as pessoas mais carenciadas utilizam. No entanto, as tecnologias vieram trazer muitas vantagens, e os tablets hoje são uma mais valia para estes sistemas de comunicação, que adaptados adequadamente às necessidades de cada utilizador são práticos e podem ser alterados continuadamente.

           Existem muitos outros sistemas de comunicação, uns mais simples a preto e branco e outros acompanhados de gestos, mas o importante é estes serem adaptados às capacidades cognitivas e motoras de cada pessoa. Ainda é importante dizer, que quanto mais explícitos forem os desenhos, mais fácil será de usar o sistema, apesar de existirem sistema de apenas letras ou palavras (muito usados para perturbações de comunicação adquiridas).

 

        O vocalizador, entra no mesmo sistema de selecção das imagens do que se pretende comunicar, mas tem uma saída de voz que permite ao interlocutor não ter de olhar para o quadro de comunicação e apenas ouvir, apesar de ser muito limitado na sua utilização. 

           E quem não se lembra de Stephen Hawking ou da personagem do filme 'O Escafandro e a Borboleta'? O primeiro com um sistema de comunicação avançadíssimo que é vocalizado por um computador, após a selecção das palavras que são pretendidas transmitir (explicação aqui) e o segundo com um sistema tão básico como a indicação das letras e em que este pestaneja quando quer seleccionar a letra pretendida. Um mais complexo que o outro e um mais demorado que o outro, mas que permitiram a comunicação até para elaboração de livros.

 

             Por isso, há sempre formas de comunicar e apenas foram apresentadas algumas. Precisam de treino, de quem comunica e quem recebe a informação. Precisam de tempo e muita paciência, mas basta estarmos dispostos a comunicar e a perceber o que nos é comunicado que o processo de comunicação se inicia imediatamente. Nem que seja com um piscar de olhos.

Dúvidas? Comuniquem da forma que quiserem!

 

(Imagens retiradas daqui, daqui, daqui, daqui, daqui)

9 comentários

Comentar post