Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

Conhecem o Açaí?

Cada vez mais popular e conhecido entre nós, o Açaí é o fruto da fruto da palmeira conhecida como açaizeiro, uma espécie  da região amazónica que pode atingir os 25 metros de altura.

açaí.jpgaçaí planta.jpg

 

O nome "Açaí" significa fruto que chora, ou seja, é um fruto que expele água, sendo também uma ótima fonte nutritiva e energética que está a ser adorada pelos desportistas. É muito utilizado na confeção de bolos, sobremesas, batidos e bebidas.

 É um fruto extremamente rico do ponto de vista nutricional pois contém um elevado teor de gorduras "boas" e ácidos gordos,  ajudando a reduzir e a regular os valores do colesterol e da pressão arterial e prevenindo as doenças cardiovasculares. Sendo um poderoso antioxidante, reforça o sistema imunológico, previne o envelhecimento e é fundamental na luta contra os efeitos dos radicais livres que podem danificar as células saudáveis do nosso corpo.

É constituído essencialmente por fibras, o que permite o bom funcionamento do intestino, uma melhor digestão dos alimentos, ajuda a evitar a acumulação de gordura e ajuda a perder peso. Rico em proteínas que ajudam na produção de anticorpos e aminoácidos, o açaí fortalece o sistema imunológico, ajuda a combater infeções e é um grande aliado na formação muscular. Pela sua elevada concentração de cálcio, o açaí é recomendado na formação de dentes e ossos e na prevenção da osteoporose. 

É um dos alimentos preferidos dos atletas pelo seu alto valor energético que dá uma ajuda extra no exercício físico e é rico em potássio que previne as câimbras e em ferro que fortalece os músculos e previne as anemias. Rico em antocianinas (um antioxidante) e numa gordura essencial, também presente no azeite, que dá pelo nome de ácido oleico cuja ação bloqueia os genes que causam o cancro, retarda o desenvolvimento dos tumores e destrói as células malignas.


No nosso país é um pouco díficil encontrar o fruto à venda, no entanto são já muitos os produtos e suplementos alimentares de qualidade dele derivados encontrados por aí.  Por exemplo:

açaí pD.jpg

 Polpa de Açaí -  Pingo Doce

sumo açái celeiro.jpg

Sumo de Açaí - Celeiro 

 

 

Benefícios do Açaí:

 

PREVINE DOENÇAS CARDIOVASCULARES

RICO EM ANTIOXIDANTES

 REGULA O TRÂNSITO INTESTINAL

 ALTO TEOR DE PROTEÍNAS

 PREVINE OSTEOPOROSE

ALTO VALOR ENERGÉTICO

 PREVINE O CANCRO

Ingerir alimentos com bolor

Quantas e quantas vezes o pão ou o queijo ganham bolor? A polpa de tomate e outros molhos saborosos também . Será que mesmo assim podem ser consumidos?

 

O bolor é um conjunto de fungos. Vivem em lugares húmidos e escuros. Ao todo existem 300 mil tipos deste mofo.

Um pontinho de bolor num bolo, num pão e em alguns queijos quer dizer que o restante está também contaminado.

Há queijos que são excepção, os chamados queijos duros, como o parmesão e mozarela. Neste caso já é seguro retirar a parte contaminada e depois ingerir. 

Sempre que isto for feito e sentir um sabor a mofo o mais correcto é deitar o alimento ao lixo. 

Na fruta de casca fina: morangos, maças, ameixas, peras, ao mínimo sinal também devem ser deitadas ao lixo.

O mesmo já não acontece com as laranjas, pois têm casca dura. 

Comidas, geleias, e molhos que deixamos por "anos" no frigorífico também devem ser deitados fora, ao mínimo sinal de mofo. 

 

Consequêcias da ingestão de bolor:

  • Diarreia
  • Alergias respiratórias
  • Intóxicação alimentar
  • Cancro

 

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Bolor

http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/vida/noticia/2013/02/aproveitar-alimentos-com-bolor-e-perigoso-para-a-saude-alerta-especialista-4050416.html

http://www.megacurioso.com.br/saude-e-beleza/59822-comer-queijo-ou-pao-bolorento-realmente-faz-mal.htm

 

 

Cerejas

Por esta altura já se vê nas frutarias uma das minhas frutas preferidas: Cerejas!

 Cerejeira- árvore asiática

 

Portanto, hoje decidi deixar-vos alguns dos seus benefícios: 

  • são uma excelente fonte de vitaminas e minerais, tais como: Vitamina A, B1, B2, C, Niacina, cálcio, fósforo, ferro, lipídose flavonóides ()
  • São anti-inflamatórias
  • Evita que as céelulas cancerisnas se espalhem 
  • Ajudam a termos uma boa memória
  • São ricas em melaonina, o que nos ajuda a ter um bom sono
  • Têm um número reduzido de calorias 
  • Ajudam a eliminar toxinas
  • Previnem a perda de visão

 

Fontes:

http://www.saudedica.com.br/os-7-beneficios-da-cereja-para-saude/

http://lifestyle.sapo.pt/saude/peso-e-nutricao/artigos/cerejas-2

http://www.i-legumes.com/beneficios-saude/beneficios-de-saude-da-cereja/

Romã

 

roma.jpgRomã 

 

 A fruta da época que adoro e tem algumas curiosidades e benefícios que desconhecia ...

Há pessoas que acreditam que a romã é símbolo do dinheiro e do amor, mas superstições à parte, esta é uma fruta deliciosa e muito rica em vitaminas.

 

É rica em ácidos fenólicos e também em flavonóides, compostos antioxidantes que lhe dão a cor avermelhada. As suas propriedades antioxidantes fazem deste fruto um poderoso protector contra o cancro e outras doenças.

 
É rica em vitaminas A e E, potássio, ácido fólico e polifenóis, de entre os quais se destacam: punicalaginas, principais responsáveis pelas propriedades antioxidantes do sumo, intervenientes na redução de processos inflamatórios (responsáveis pelo envelhecimento celular, aparecimento de doença coronária e de alguns tipos de cancro). Também é rica em água, a romã é muito pobre em proteínas e gorduras. Contém ainda fibras alimentares, vitaminas C e alguns minerais como o ferro, importante no transporte do oxigénio para as células e na defesa do sistema imunitário. A romã tem antioxidantes ainda mais poderosos do que o tomate e o vinho tinto para a prevenção de doenças cardíacas. O sumo deste fruto oferece benefícios antioxidantes que protegem o cérebro contra os danos dos radicais livres - que prejudicam as células saudáveis do corpo -, prevenindo o aparecimento de Alzheimer. 


Principais Substância:

Flavonóides específicos, taninos, licosilados, antocianinas, glicosídeos e ácidos graxos. a romã contém açúcares, tanino, ácidos orgânicos e vitamina C. É rica em vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B5, B6), que auxiliam a circulação, aumentam a resistência às infecções, facilitam a eliminação de líquidos, previnem o estresse. Contém também pequenas frações de ferro e cálcio. É um antibiótico natural, e adstringente. A romã é um fruto extremamente rico, porém com reduzido valor calórico.


Tem gosto levemente acido. A romanzeira é conhecida por aumentar a longevidade. Ajuda a tratar de:Disenteria

  • Eliminação de toxinas
  • Faringites 
  • Gengivites 
  • Infecções vaginais por fungos 
  • Inflamações da garganta 
  • Laringites 
  • Pele cansada e sem brilho 
  • Sangramento de gengiva 
  • Sapinhos 
  • Verminoses 
  • Acaba com rouquidão 
  • Afecções da boca, garganta e gengivas 
  • Auxilia na prevenção de aftas

Tem como princípios activos: manita, ácido gálico, pelieterina, isopelieterina, grenadina, puricina e tanino.


Segundo especialistas, a ingestão frequente de sumo de romã reduz até 30% os riscos de ocorrência de enfarte. Mas há mais benefícios para espremer. Possui propriedades úteis no combate a doenças cardíacas e envelhecimento. O liquido que se obtem ao ferver a casca em água, serve para gargarejar em casos de infecções na garganta.

A romã foi utilizada como “antibiótico natural” no tratamento de amigdalites, faringites e outras infecções da cavidade orofaríngea. As infusões obtidas a partir da casca eram empregues para tratamento de diarreias; as das raízes e troncos como vermífugas (eliminação de vermes intestinais, como a ténia) e as das sementes no tratamento de infecções oculares como a conjuntivite. Das suas sementes é também obtido um óleo com propriedades antibióticas e anti-inflamatórias, considerado como tónico para o sistema neuromuscular.

Recentemente, vários estudos clínicos permitiram concluir que o consumo de sumo e extractos obtidos da polpa e casca de romã permitem reduzir o risco de desenvolvimento de doença coronária, uma vez que a acção dos seus constituintes impede a oxidação das moléculas de LDL e previne o desenvolvimento de aterosclerose. As últimas pesquisas sugerem ainda a sua eficácia no combate à hiperplasia benigna e ao cancro da próstata e na redução do risco de desenvolvimento de osteoartrite. As sementes de romã, contidas no interior dos pequenos bagos vermelhos, apresentam propriedades fitoestrogénicas úteis na regulação de algumas alterações hormonais e no alívio dos sintomas associados à menopausa.

É de destacar o seu elevado conteúdo em vitamina C, sendo que cada romã fornece aproximadamente 40% da dose diária recomendada deste nutriente tão essencial quanto benéfico. Também o seu elevado teor em ácido fólico é importante para a saúde cardiovascular, já que este nutriente é essencial para a manutenção de níveis reduzidos de homocisteína, aminoácido que se julga associado ao desenvolvimento precoce de doença coronária.
  
 
PS:. Depois do comentário da Magda, achei por bem acrescentar uma forma prática de descascar roma, vejam o video Descascar Romã!
 
Publicado em: Khimera