Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

Febre - o que fazer

Muitos pais ficam em pânico quando recebem uma chamada do infantário ou quando colocam a mão na testa e a criança está quente.

Temos que perceber antes de mais que a febre é uma resposta do organismo a alguma alteração, na maioria das vezes decorrente de uma infecção, por isso é uma forma de o corpo se defender e, portanto, tem um lado positivo, mesmo sendo sinal de alerta.

Há muitos mitos acerca a febre que, na maioria das vezes, causam medo, mas, de acordo com especialistas, não é preciso desespero, uma vez que um dos poucos efeitos negativos são as tão faladas convulsões febris, que acontecem nas crianças predispostas a ter.

Não vale a pena alarmismos quando a febre está abaixo dos 38º, nem devemos começar a encharcar as crianças com medicação, apenas ajudar o organismo a fazer os seu trabalho, observando a criança, e caso esteja prostrada ou com outros sintomas, deveremos recorrer ao médico.

Alguns procedimentos que podemos utilizar sem recorrer a fármacos para aliviar um pouco a febre são:

» Beber bastantes líquidos para manter a hidratação é o passo mais importante

» Retirar a roupa em excesso para evitar que suba ainda mais

» Passar uma esponja ou toalha humedecida com água fria, sobre os corpo, mas essencialmente nas zonas mais quentes como axilas e virilhas

» Caso a temperatura persista abaixo dos 38º pode optar por um banho em água tépida

» Manter-se o mais sossegado possível para restabelecer os batimentos cardíacos que aceleram um pouco com a febre (nas crianças, se estiver parado demais convém ficar atentos)

» Deve manter uma boa alimentação, essencialmente à base de frutas e sumos, que ajudam a manter a hidratação.

 

Nunca devemos utilizar álcool para reduzir a temperatura uma que que pode ter efeitos tóxicos, embora reduza a temperatura, volta a subir rapidamente.