Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

O Monstro do Lago Ness

De acordo com o doodle do Google, faz hoje, dia 21 de Abril de 2015, 81 anos que o Homem anda à procura do famoso Monstro do Lago Ness...

Uma vez que a lenda do Monstro do Lago Ness é, um dos principais mistérios dos últimos séculos, que continua a ser motivo de inúmeras discussões, hoje vamos aprender acerca dela.

 

Doodle Google

 

O Monstro do Lago Ness, é uma criatura mítica que vive no Loch Ness (Lago Ness), um lago grande e profundo situado na Escócia, considerado a maior extensão de água doce da Grã-Bretanha, que fica perto de Inverness.

Os primeiros relatos do avistamento de Nessie (alcunha carinhosa dada ao Monstro do Lago Ness) foram descritos por São Columbano - um missionário irlandês que converteu a Escócia no cristianismo - ainda durante o século VI. De acordo com o descrito por Santo Adamnan - o biógrafo de São Columbano - "um discípulo de São Columba nadava no lago Ness quando foi surpreendido por um monstro que emergiu, repentinamente, de boca aberta e com um grande rugido, este acontecimento foi testemunhado por vários observadores, que ficaram petrificados de terror". Santo Adamnan continua a sua descrição dizendo que "São Columba não se deixou intimidar e repeliu o monstro, fazendo o sinal da cruz, invocando Deus e ordenando ao monstro que não tocasse no seu discípulo e que desaparecesse imediatamente."

 

Ilustração de São Columba & o Monstro do Lago Ness

 

Durante muitos e muitos séculos, a lenda o Monstro do Lago Ness foi sendo construída e desenvolvida, mas só ganhou, de facto, a importância que tem hoje em 1880, ano em que se dá o primeiro relato oficial do avistamento deste monstro. Foi pedido a Duncan MacDonald, um mergulhador profissional, que fosse ao Fort Augustus, perto do Calendinian Canal, procurar o local exacto onde se teria afundado um navio de carga. Duncan mergulhou até às profundezas do Lago Ness e, enquanto examinava os destroços do navio afundado apercebeu-se de que perto dos destroços, deitada sobre uma grande rocha, estava uma enorme e estranha criatura. Assustado, o mergulhador fez um sinal brusco para que fosse içado de imediato e, ao chegar ao barco de apoio, estava a tremer e muito pálido. Quando finalmente se conseguiu acalmar, disse que tinha visto um animal gigante, parecido com um réptil marinho, uma espécie de serpente marinha.

 

Monstro do Lago Ness

 

O século XX detém o recorde de relatos de visualizações deste monstro.

Em 1923, Alfred Cruickshank avistou, neste lago, uma criatura com cerca de 3 metros de comprimento e o dorso arqueado.

Dez anos depois, em 1933, foi relatado pelo jornal local Inverness Courier, que um casal de hoteleiros - os Mackay - tinham visto um monstro aterrorizante a entrar e sair da água do lago. A notícia era tão sensacionalista, que um circo chegou a oferecer 20.000 libras pela captura do animal.

Em Abril de 1934, a lenda do Monstro do Lago Ness ganha uma outra dimensão. Pela primeira vez alguém conseguia provar a existência desta criatura, através de fotografias. O médico londrino, Robert Kenneth Wilson, que passava férias no local, conseguiu, a uma distância de cerca de 200 ou 300 metros, fotografar um estranho animal, tipo plesiossauro, com um corpo espesso e um longo pescoço que saía das águas. (umas décadas mais tarde, Christian Spurling confessou que, com a ajuda de e Marmaduke Wetherell, tinham forjado a foto - o monstro tinha sido construído em madeira e instalado em cima de um míni-submarino)

 

"Surgeon’s photo" by Robert Kenneth Wilson, 1933

 

Deu-se, então, o boom desta lenda. À volta do lago e de Nessie começou a criar-se uma enorme expectativa, tornando esta região uma forte atracção turística. Passaram a ser feitas visitas submarinas e, até construíram um centro turístico multimédia.

Em 1951, Lachlan Stuart, um guarda-florestal que vivia junto a este lago, afirma ter reparado numa agitação irregular e sinistra nas águas calmas do lago e que, ao se aproximar, viu surgir três bossas de uma massa que se dirigia, em linha recta, à praia. Correu então a casa, para ir buscar a máquina fotográfica e ainda conseguiu tirar uma fotografia, que também ficou famosa.

 

O Monstro do Lago Ness by Lachlan Stuart, 1934

 

Perante esta enorme dúvida, acerca da existência (ou não) de um monstro marinho nas águas do Lago Ness, em 1961 foi criada a Secretaria de Investigação dos Fenómenos de Loch Ness.

Em 1969, numa tentativa de acabar com todas as dúvidas, o submersível Pishes equipado com uma câmara de filmar, mergulhou nas profundas águas do lago, mas não conseguiu avistar o monstro, no entanto descobriu uma grande caverna submarina e algumas partes do lago muito profundas que ainda não haviam sido exploradas.

 

Loch Ness Monster

 

Em 2003, uma equipa da BBC percorreu todo o lago, utilizando mais de 600 leituras de SONAR, fotos de satélite e vídeos, e não encontrou nada. Perante esta situação, a 29 de Maio de 2003, o Governo da Escócia emitiu uma declaração onde negou a existência do monstro, alegando que esta lenda  era apenas o resultado da imaginação ou especulação das pessoas.

Mas, em 2007, Gordon Holmes, um técnico de laboratório, filmou uma criatura preta com cerca de 45 pés de comprimento, movendo-se repentinamente na água. A filmagem foi classificada como original, e acabou mesmo por ser transmitida pela BBC da Escócia, dando um novo alento a esta lenda.

Gravação Monstro Lago Ness by Gordon Holmes, 2007

 

Mais recentemente, em 2013, uma imagem de satélite publicada pelo Daily News veio alimentar, mais uma vez, a possível veracidade desta lenda. Esta fotografia foi estudada durante 6 meses e, aparentemente, estará isenta de qualquer tipo de manipulação, havendo no entanto alguns cépticos que argumentam que se tratará apenas de um barco, enquanto os mais entusiastas afirmam que é mais um indício de que a o Monstro do Lago Ness pode, de facto, existir.

 

Imagem de satélite by Daily News, 2013

 

A comunidade cientifica rejeita a existência desta criatura, uma vez que, seria quase impossível, um animal durar mais de 1500 anos. Pressupõe-se, portanto, que terão existido mais do que um monstro, que tanto pode ter sido um peixe do tipo enguia gigante; como um mamífero do tipo foca ou uma baleia gigante; como ainda um plesiossauro (espécie de réptil extinto há 70 milhões de anos), apesar desta última hipótese ser a menos  credível, pois o lago, mesmo com a sua enorme área abrangente, nunca possuiria os meios ou recursos necessários para comportar, durante infindáveis milénios, um animal (muito menos, um grupo!) de enormes dimensões.

 

 

Fontes:

Infopédia - Monstro de Loch Ness

Wikipédia - Monstro do lago Ness

Viagens & Imagens: Lugares Especiais - Lock Ness, o misterioso lago da Escócia

Os carreiros da História: Montro de Loch Ness - Realidade ou Ficção?

 

Post também publicado aqui