Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

Nozes

Normalmente mal vista devido ao alto valor calórico, a noz possui muitos benefícios quando consumida em pequenas doses diárias. Altamente benéficas no corpo humano, a semente do fruto é a parte comestível que, desde os tempos antigos, eram recomendadas pelos antigos chineses como consumo diário para fortalecimento do organismo humano.

 

A nogueira (Juglans regia L.) teve a sua origem no Sudoeste Asiático e Mediterrâneo Oriental e foi introduzida na Europa pelos Romanos. Hoje em dia, a nível mundial, os maiores produtores de noz são a China, a Índia, a Turquia, o Irão, os EUA, a Itália e a França.

 

Em Portugal, esta cultura encontra-se como árvore dispersa um pouco por todo o país. Os pomares ordenados assumem maior importância nas regiões de Trás-os-Montes (Bragança e Mirandela), Beira Litoral (Condeixa, Penela e Miranda do Corvo), Alentejo (Estremoz, Arraiolos, Portalegre, Castelo de Vide e Marvão) e Ribatejo e Oeste.

noz.jpg

A noz é rica em ácidos gordos essenciais, cálcio, ferro, magnésio, fósforo, zinco, potássio, ácido fólico, vitamina C e E. Cinco a sete nozes diárias favorecem a boa saúde dos neurónios.

 

Se estas já são boas razões para consumir este fruto seco, saiba agora que ingerir esta quantidade por dia pode melhorar a função motora e a capacidade cognitiva em idosos de 60 anos. Esta conclusão é defendida pelos investigadores do Jean Mayer USDA Human Nutrition Research Center on Aging da Universidade Tufts, nos Estados Unidos da América.

 

De acordo com pesquisas realizadas, os seus ácidos gordos e antioxidantes protegem o cérebro contra os radicais livres e promovem o crescimento de novos neurónios. Mas, atenção, deve ingerir entre cino e sete nozes por dia, não mais. Um outro estudo, divulgado no final de 2013, elegia também as vantagens nutritivas deste fruto. Além de prevenir determinados tipos de cancro, também diminui em 65%, o risco de doenças cardiovasculares e respiratórias, que também tendem a agravar-se com a idade.

 

Ainda devido aos antioxidantes, as nozes podem ajudar ainda a melhorar a resistência pulmonar, além de reduzirem os danos causados pelas toxinas inaladas.

 

Os componentes fito estrogênios ajudam a combater os efeitos da menopausa em mulheres e, além disso, por ser rica em cálcio, a noz fortalece os ossos e os dentes. Rica em vitamina B6, a noz ajuda a manter o funcionamento do cérebro de forma eficaz, além de ajudar a produzir glóbulos vermelhos.

Atenção:

As nozes são vistas como elementos a eliminar das dietas, no entanto, para as consumir,basta ter cautela. Todos os benefícios podem ser obtidos com cinco nozes – o equivalente a 28 gramas – diariamente. Mas é preciso não passar do valor indicado, pois essa quantidade contém 193 calorias, valor semelhante ao de duas barras de cereais.

Como consumir?

A melhor forma de consumir as nozes é descascando-as na hora e comendo inteiras. Moídas, perdem alguns nutrientes rapidamente. Consumir com cereais e frutas, ou ainda batidas com leite. Pode adicionar ainda aos pratos salgados como saladas, risotos, massas e molhos. As nozes devem apresentar um sabor adocicado, caso contrário já estão oxidadas e não devem ser consumidas.

 

Inspirei-me no blog da Magda

images.jpgPublicação original aqui: Khimera

4 comentários

Comentar post