Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

Fugu

O fugu é um peixe servido no Japão, que deve ser confeccionado enquanto ainda está vivo, para não envenenar o comensal. Também conhecido como baiacu, este peixe é considerado o segundo vertebrado mais venenoso da Terra. 

O seu preparo demora aproximadamente uma hora, e o chefe passa mais de trinta minutos eliminando por completo  os vestígios de sangue que possam estar presentes na carne, que também contém imensas toxinas.  As partes do peixe que não podem ser consumidas são deitadas num lixo especial, fechado com um cadeado, pois vários moradores de rua já morreram após consumirem estes dejetos. 

 

 

 

Curiosidades:

  Só restaurantes autorizados é que podem servir esta iguaria, que só pode ser preparada por chefes diplomados. 

 Uma dose de fugu nunca custa menos de 100 euros por pessoa. É um peixe que pode ser consumido de várias formas: sopa com tofu, lombinhos estufados, sashimi, cozido a vapor, peito grelhado, filetes...

 O veneno do fugu  - a tetrodotoxina - não tem sabor nem cheiro. Um micrograma de veneno, por quilo de peso corporal de um humano, é o suficiente para este morrer. O fígado e os ovários são as partes mais venenosas.

  Em caso de ingestão de uma grande quantidade de veneno, os primeiros sintomas surgem ao fim de meia hora: dor de cabeça, boca e gengivas dormentes, falta de sensibilidade nas mãos e paralisia muscular. O coração continua a bater  até ao momento da morte por asfixia. O corpo pode estar paralisado, mas a consciência mantém-se normal. É uma morte lenta. Se forem ingeridas pequenas quantidades de veneno, os sintomas podem surgir ao final de algumas horas. Ainda não se descobriu o antídoto para este veneno.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes:

Mega Curioso

Bichinho das Viagens

 

Post também publicado aqui

 

5 comentários

Comentar post