Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

Curiosidades sobre o Dia da Mãe

Aproveitando o facto de eu, Mulher, Filha & Mãe, ter neste dia, que para mim sempre foi muito especial, a oportunidade de aqui escrever também, então, como é (quase) óbvio não poderia deixar passar algumas curiosidades sobre esta data, que comemoro na primeira pessoa, pela primeira vez também.

 

Muitas vezes me questionei sobre o porquê de haver um dia da mãe, e porque nesta data especifica. De certo que teria de haver um motivo.

Confesso que nunca tinha questionado alguém sobre isso ou tirado alguns minutos para pesquisar sobre o mesmo assunto. E, de facto, fazer parte desta equipa e deste projeto, não só hoje, mas desde que cá ando, faz-me agir assim com muito mais frequência: sentar-me por momentos, pesquisar, refletir e transmitir conhecimentos sobre questões, que eu mesma, por vezes, desconhecia, ou conhecia pouco.

Desta forma, hoje trago-vos a resposta a algumas curiosidades sobre o dia da mãe, que espero que seja tão esclarecedor para vocês, como foi para mim.

 

No entanto, antes de vos trazer estas curiosidades, deixo aqui uma mensagem positiva, desejando a todas as Mulheres, Filhas & Mães, um Feliz dia:

 

Porque é que o Dia da Mãe é comemorado no primeiro Domingo de cada mês de Maio?

 

É comemorado nesta data para dar seguimento à tradição da Igreja Católica que neste mês celebra o dia de Nossa Senhora de Fátima. Especificamente neste dia, por influência do motivo que levou os Estados Unidos da América a fazê-lo.

 

Esta data sempre foi comemorada nesta altura do ano?

Não. Durante muitos anos foi comemorada no dia 8 de Dezembro, que é o dia da Nossa Senhora da Conceição.

 

Quando é que ocorreu a primeira comemoração do Dia da Mãe?

 

Pelo que se sabe, a mais antiga comemoração do dia da mãe é mitológica.

Na Grécia antiga, a entrada da primavera era festejada em honra de Rhea, a Mãe dos Deuses, sendo uma festividade caracterizada pelo costume de adorar a mãe. A adoração formal da mãe, com cerimónias para Cibele ou Rhea, a Grande Mãe dos Deuses, era realizada nos idos de Março, na altura.

 

E sem ser na Grécia, em mais algum País se comemorava o dia da mãe, antigamente?

 

Sim! Os Romanos faziam uma grande festa no início de Março chamada "Matronalia".

Na Idade Média, os ingleses celebravam o "Mothering Day". Neste dia, as pessoas mais pobres, que moravam na casa de seus patrões e ficavam longe de suas casas tinham o direito de ir até os seus lares e ficar junto das suas mães.

 

Quem foi Anna Jarvis e como é que a mesma está relacionada com este dia?

 

Anna M. Jarvis (1864-1948), foi uma professora universitária de nacionalidade Norte Americana, que perdeu a sua mãe em 1905 e entrou em profunda depressão. Preocupadas com tanto sofrimento, algumas amigas tiveram a ideia de perpetuar a memória da mãe de Anna com uma festa. Mas Anna queria que a homenagem fosse estendida a todas as mães, vivas ou mortas. Passou a escrever longas cartas a políticos, empresários, comerciantes e religiosos sugerindo a criação de um dia em homenagem às mães, tendo conseguido concretizar a sua missão em 1914 quando a resolução "Joint Resolution Designating the Second Sunday in May as Mother's Day" foi aprovada pelo Congresso dos Estados Unidos. Desta forma, instalou-se o segundo domingo do mês de Maio como Dia das Mães. No âmbito desta resolução o Presidente dos Estados Unidos,Thomas Woodrow Wilson, proclamou no dia seguinte que no Dia das Mães os edifícios públicos deveriam ser decorados com bandeiras. Assim, o Dia das Mães foi celebrado pela primeira vez em 9 de Maio de 1914.

Para além disso, Anna criou também um símbolo em homenagem às mães: o cravo. O vermelho seria para presentear a mãe viva e o branco, a morta. 

No entanto, com a crescente difusão e comercialização do Dia das Mães Anna Jarvis afastou-se do movimento, lamentou a criação e lutou para a abolição do feriado, mas agora, com pouco sucesso.

 

Atualmente, esta, é uma data que se comemora em mais Países?

 

Sim, em vários.

Só para vos dar um exemplo, nos Estados Unidos, em Itália e no Japão, comemora-se o dia da mãe. No entanto, a data não é fixa: comemora-se no segundo domingo de Maio. No México, as mães são homenageadas sempre no dia 10 de Maio. Na Tailândia, a festa acontece em 12 de Agosto, em homenagem à rainha Mom Rajawongse Sirikit.

Se quiserem saber mais sobre as datas em que se comemora este dia nos restantes Países, podem consultar o calendário aqui.

 

Porque é que este dia é tão importante no Brasil e nos EUA?

 

[Eu nem queria acreditar quando li, mas...]  No Brasil e nos Estados Unidos o Dia da Mãe é a segunda melhor data para o comércio, sendo a primeira, o Natal. Em 2012, a National Retail Federationestimou que os gastos para o Dia da Mãe deveriam ultrapassar os $18.6 bilhões ($152 por pessoa) nos Estados Unidos.

 

 

5 comentários

Comentar post