Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

Camarinhas, conhecem?

 

Conhecem as Camarinhas?

camarinha.png

Eu fiquei a conhecer apenas há uns anos, no local onde passo as férias de verão pois lá há imensas, mas a maior parte das pessoas desconhece por completo a sua existência.

A Camarinha é o fruto da camarinheira que existe nas dunas da costa atlântica do nosso litoral, sendo quase inexistente nas outras zonas do mundo. O nome conhecido internacionalmente é Portuguese Crowberry. Apesar de ser uma das espécies mais características dos sistemas dunares em Portugal e muito característica e abundante da mata de Leiria, a camarinheira encontra-se em regressão sendo por isso uma espécie protegida.

camarinha 2.jpg

É um arbusto parecido com o alecrim e apresenta de Julho a Setembro uma pequena baga branca parecida com o mirtilo. A verdade é que parecem pérolas.  Os frutos - camarinhas - têm um inigualável sabor doce e aroma a mel e apresentam características ímpares quanto à sua composição em antioxidantes tão importantes na neutralização de radicais livres, na prevenção da arterosclerose, com ação anticancerígena e antienvelhecimento, benéficos para a memória e patologias da próstata.

Pode consumir-se como fruta fresca, em sobremesas ou saladas e ainda em geleias e compotas.

 

LENDA DAS CAMARINHAS

 

São várias as lendas que existem acerca das Camarinhas. Esta que a seguir vos trago é mais uma que, tal como a do milagre das rosas e muitas outras, tem como protagonista a Rainha Santa Isabel.
Esta mulher, que toda a vida foi compreensão e amor, não era feliz. É sabido da História que el-rei D. Dinis cedo a trocou por várias outras mulheres, de quem tinha filhos que trazia para a corte e que ela própria criou como se fossem seus. Quase esquecida pelo marido, diz a lenda que, no seu desespero, a Rainha, informada pelas aias das "andanças" do esposo, o procurava pelo Pinhal do Rei, montada no seu cavalo. Assim explica o povo a origem das camarinhas.

 

As Camarinhas


Dizem que Santa Isabel,
Rainha de Portugal,
Montando branco corcel,
Percorria o seu pinhal!

-“Ai do meu Esposo! Dizei!
Dizei-me, robles* reais!
Meu Dinis! Senhor meu Rei!
Em que braços suspirais?!...

Os robles silenciosos
Do vasto Pinhal do Rei
Responderam receosos
– Não sei!...

E o pranto da Rainha
Nas suas faces rolava,
Regando a erva daninha
No pobre chão que pisava!

– “ Ó meu Pinhal sonhador
Que o meu Rei semeou!
Dizei-me do meu Amor
E se por aqui passou...”

Os robles silenciosos
Do vasto Pinhal do Rei
Responderam receosos:
– Não sei !...

Mas cristalizou-se o pranto
Em muitas bagas branquinhas
E transformou-se num manto
De brilhantes camarinhas!...

Eis que repara a Rainha
Numa casa iluminada...
– “ Quem vela nesta casinha
Numa hora adiantada ?!...”

Os robles silenciosos,
Tão tristes que nem eu sei,
Responderam receosos:
– O Rei!...

 

* robles = nome popular por 
que também são conhecidos
os carvalhos comuns.

 

 

E se tiverem a sorte de as encontrar por aí não hesitem em provar, pois vão ficar deliciados.

 

12 comentários

Comentar post