Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

Já pensaram em como engolimos?

Já alguma vez vos passou pela cabeça de como é o processo de engolir? Pois, normalmente as coisas mais básicas do dia-a-dia nem nos fazem questionar como funcionam, mas hoje vou fazer-vos pensar no assunto.

Pensem que vão comer um bocadinho de chocolate. Metem à boca, fecham os lábios e depois? 

Agora vejam o vídeo seguinte:

Algo tão básico como engolir parece um processo muito mais complexo do que pensávamos, e é verdade, é um processo bastante complexo. Engolir obriga à coordenação de imensos músculos e sistemas, nomeadamente o respiratório, para além das inúmeras estruturas anatómicas que engloba. Existem autores que defendem que o processo de deglutição (engolir), tem 3 frases:

(Imagem retirada daqui)

 

Os primeiros sinais de problemas de deglutição surgem com os engasgues frequentes, com água ou algum tipo específico de alimentos. Surge com a dor ao engolir sem haver qualquer tipo de inflamação ou causa aparente e até mesmo após AVCs, em que alguns nervos tenham ficado afectados. A esse tipo de problemas chamam-se de disfagias, uma das áreas de intervenção do Terapeuta da Fala.

 

Hoje deixo-vos apenas o processo de deglutição, na próxima semana irei falar-vos das perturbações deste processo tão essencial e natural para a nossa sobrevivência e qualidade de vida.

 

 

Facturas: o que fazer para tirar o máximo.

Já no ano passado, as pessoas ignoraram o roubo a que foram sujeitas e andaram a dar nifs em tudo quanto era sítio a imaginarem que teriam um lucro brutal, pois o governo dizia que estava a dar mais 500 euros (ao que somavam mais 0,6% do rendimento total do casal).

Nessa altura, os comentadores televisivos e os jornalistas apreciaram como muito boa e muito mais justa para o contribuinte e que iria levar a uma devolução de 1200 milhões de euros, superior ao que tinha acontecido com o IRS 2014. Ora isto gerou ondas de apoio nas redes sociais, onda essa que desapareceu mal começou a entrega do IRS a 1 de Março de 2016. É que, ao contrário do que essas pessoas anunciavam, vieram a descobrir que afinal até vão pagar IRS quando tinham reembolso nos anos anteriores. 

Para além das tabelas de IRS terem sido falseadas, coisa que os economistas se esqueceram de observar, as deduções foram tratadas para segundo plano. 

Acerca de Educação (onde os técnicos especializados conseguiram incluir escolas de condução como sendo educação básica), Lares, Saúde e Imobiliário (para o próximo ano, se não existirem alterações, já não vão poder usar a dedução de 15% dos juros do empréstimo) não é preciso explicar nada. 

A dedução por agregado casados/juntos tem por limite 500,00 euros. Devem conferir as facturas, atingido os 715 por cada pai e mãe. 

Para os filhos, as facturas ligadas à educação devem ter os nifs deles. Assim como as despesas de saúde. No caso das despesas gerais e familiares, depois de cada membro do agregado familiar atingir os 715 euros anuais, podem pedir as facturas em nome das crianças. No entanto estão abrangidos por quociente familiar (0,3% sobre o rendimento total dos ascendentes ou descendentes).

O valor dos descendentes é adicionado ao total do agregado mas, com o limite de 500 euros. Serve só para a possibilidade de o descendente, entregar a declaração em separado do pais, estando entre os 18 e os 25 anos de idade e tendo rendimentos próprios. 

Só as facturas de educação e saúde devem ter o nif das crianças. 

(A informação anterior estava ERRADA. Peço desculpa desculpa por ter induzido as pessoas em erro, não tinha lido as circulares mais recentes onde é confirmado o valor limite de 500 euros para casais, sem depender da existência de descendentes ou ascendentes. O meu muito obrigado à Gorduchinha, pois o que estava a usar era baseado no projecto-de-lei onde ainda não se encontrava o quociente familiar e não tinha actualizado a informação.) 

Tirem uma horita todos os meses, juntem os membros da família e façam uma visita ao site do E-factura. E é com todos os nifs e senhas das pessoas do agregado familiar. Até a bebé que tenha 3 meses de idade...  

E não se ponham a registar facturas manualmente, antes de passarem 45 dias após a data de emissão. 

Só estão excluídos deste "jogo" as facturas de : reparações de veículos motorizados, serviços de restauração, cabeleireiros e veterinários. Nestes casos a dedução é com base no IVA e as facturas devem ser pedidas com os NIFS dos titulares. 

Gestor de tarefas

Bom dia caros leitores informáticos

Certamente que já vos aconteceu tentarem fechar uma página de internet ou um programa e o computador não responde. Então, a maioria, clica umas 50 vezes no X até que o computador bloqueia.

Não façam mais isso, pois a situação só piora.

 

Quando uma página de internet ou um programa teima em não fechar, existe uma tarefa simples que os obriga a fechar de uma vez.

É o gestor de tarefas.

 

Para aceder a essa função, basta clicar nas seguintes teclas do teclado: ctrl+alt+delete.

Three-finger_salute_svg.png

 

Irá aparecer um ecrã com várias opções. Depois é clicar onde diz "Gestor de Tarefas".

Uma nova janela aparecerá com todos os programas e as páginas de internet que estão a ser utilizados no momento.

Basta clicar no programa/página internet que queremos encerrar e clicar onde diz "terminar tarefa".

Sem Título.png

 

O programa ou a página de internet teimoso, fecha sem qualquer dificuldade.

 

Cumprimentos,

Sr. Solitário

 

Camarinhas, conhecem?

 

Conhecem as Camarinhas?

camarinha.png

Eu fiquei a conhecer apenas há uns anos, no local onde passo as férias de verão pois lá há imensas, mas a maior parte das pessoas desconhece por completo a sua existência.

A Camarinha é o fruto da camarinheira que existe nas dunas da costa atlântica do nosso litoral, sendo quase inexistente nas outras zonas do mundo. O nome conhecido internacionalmente é Portuguese Crowberry. Apesar de ser uma das espécies mais características dos sistemas dunares em Portugal e muito característica e abundante da mata de Leiria, a camarinheira encontra-se em regressão sendo por isso uma espécie protegida.

camarinha 2.jpg

É um arbusto parecido com o alecrim e apresenta de Julho a Setembro uma pequena baga branca parecida com o mirtilo. A verdade é que parecem pérolas.  Os frutos - camarinhas - têm um inigualável sabor doce e aroma a mel e apresentam características ímpares quanto à sua composição em antioxidantes tão importantes na neutralização de radicais livres, na prevenção da arterosclerose, com ação anticancerígena e antienvelhecimento, benéficos para a memória e patologias da próstata.

Pode consumir-se como fruta fresca, em sobremesas ou saladas e ainda em geleias e compotas.

 

LENDA DAS CAMARINHAS

 

São várias as lendas que existem acerca das Camarinhas. Esta que a seguir vos trago é mais uma que, tal como a do milagre das rosas e muitas outras, tem como protagonista a Rainha Santa Isabel.
Esta mulher, que toda a vida foi compreensão e amor, não era feliz. É sabido da História que el-rei D. Dinis cedo a trocou por várias outras mulheres, de quem tinha filhos que trazia para a corte e que ela própria criou como se fossem seus. Quase esquecida pelo marido, diz a lenda que, no seu desespero, a Rainha, informada pelas aias das "andanças" do esposo, o procurava pelo Pinhal do Rei, montada no seu cavalo. Assim explica o povo a origem das camarinhas.

 

As Camarinhas


Dizem que Santa Isabel,
Rainha de Portugal,
Montando branco corcel,
Percorria o seu pinhal!

-“Ai do meu Esposo! Dizei!
Dizei-me, robles* reais!
Meu Dinis! Senhor meu Rei!
Em que braços suspirais?!...

Os robles silenciosos
Do vasto Pinhal do Rei
Responderam receosos
– Não sei!...

E o pranto da Rainha
Nas suas faces rolava,
Regando a erva daninha
No pobre chão que pisava!

– “ Ó meu Pinhal sonhador
Que o meu Rei semeou!
Dizei-me do meu Amor
E se por aqui passou...”

Os robles silenciosos
Do vasto Pinhal do Rei
Responderam receosos:
– Não sei !...

Mas cristalizou-se o pranto
Em muitas bagas branquinhas
E transformou-se num manto
De brilhantes camarinhas!...

Eis que repara a Rainha
Numa casa iluminada...
– “ Quem vela nesta casinha
Numa hora adiantada ?!...”

Os robles silenciosos,
Tão tristes que nem eu sei,
Responderam receosos:
– O Rei!...

 

* robles = nome popular por 
que também são conhecidos
os carvalhos comuns.

 

 

E se tiverem a sorte de as encontrar por aí não hesitem em provar, pois vão ficar deliciados.

 

Pág. 3/3