Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aprender uma coisa nova por dia

Nem sabe o bem que lhe fazia

A água

 

E nesta rentrée vou falar-vos num "bem" muito precioso e essencial, a...

água.jpg

 ... água.

 

Sempre ouvimos dizer que a água tem muitos benefícios para a saúde e que devemos beber 6 a 8 copos por dia.

 

 Benefícios:

- aumenta o metabolismo;

- hidrata o organismo;

- dá saciedade;

- elimina as toxinas;

- deixa a pele saudável;

- ajuda a digestão;

- auxilia a prisão de ventre;

- ajuda a emagrecer;

 - alivia a fadiga;

- equilibra o sistema linfático;

- combate infecções;

- hidrata os tecidos;

 - melhora a performance na actividade física;

 - regula a temperatura do corpo;

- previne a celulite;

- diminui o inchaço;

- deixa a pele mais macia;

- cabelo com mais brilho;

- auxilia no funcionamento dos rins e do fígado;

 - lubrifica as articulações.

 

Sabiam que:

- Um copo ao acordar ajuda a activar os órgãos internos;

-  um copo antes do banho, ajuda a baixar a pressão sanguínea;

-  um copo 30 minutos antes da refeição, melhora a digestão;

 - um copo antes de ir dormir, ajuda a evitar um derrame cerebral ou um ataque cardíaco.

 

 

Supervilão alienígena do oceano

Supervilão alienígena do oceano. Alguma ideia do quem estou a falar?

Vou dar uma pista: são deliciosos! Cozidos, com arroz ou apenas numa salada, comem-se lindamente.

Posso também dizer que tem três corações, pesa entre 3 a 40 Kg, e pode atingir até três metros de comprimento. Tem ainda oito braços e dois tentáculos, sendo que, cada braço, tem ainda duas fileiras de ventosas adesivas equipadas com quimioreceptores que permitem que este animal sinta o gosto do que estiverem a tocar. Quando está ameaçado pode accionar a propulsão a jato, de modo a rapidamente se distanciar do perigo.

Já adivinharam?

Certo, o polvo.

2ca1cb3c4ee30671c48714ab3eab8d40.jpg

Infelizmente, para o polvo, não somos os únicos a aprecia-lo e, por isso, este cefalópode é um petisco bastante apetecido por vários predadores dos mares.

Mas como a mãe natureza nunca dorme, equipou este alienígena com algumas características que o tornam único na arte da defesa pessoal:

A tinta é talvez o processo mais conhecido, cujos créditos são partilhados com os chocos. Ao sentir-se ameaçado, o polvo solta uma tinta escura que lhe permite fugir em segurança

polvo-soltando-tinta.jpg

Braços e tentáculos descartáveis. Se o predador o agarrar por um braço ou tentáculo, o polvo larga-o e foge. Dias depois nasce um novo braço ou tentáculo, sem qualquer problema;

Octopus_at_Kelly_Tarltons.jpg

E o mais interessante, a camuflagem. Em segundos o polvo consegue mudar totalmente a sua cor de modo a ficar da mesma cor que as pedras, a areia ou as algas. Esta característica também o ajuda a capturar as suas presas com mais facilidade.

polvo-camuflado.jpg

Por fim, uma das 300 espécies de polvo, o polvo-véu, quando se sente em perigo, estende uma grande membrana que ondula na água, dando-lhe a sensação de ser bastante maior.

polvo-veu (1).jpg

É a junção de todas estas características especiais que levam a que o polvo também seja conhecido por supervilão alienígena do oceano. Por isso, a próxima vez que o estiverem a comer, lembrem-se que estão a comer um ET.

o fabuloso mundo de harry potter

harry potter acompanhou-me na adolescência e mesmo depois de adulta.

o último livro que saiu em português fez-me correr até à fnac, à meia noite, como se o mundo fosse acabar e todos os livros se esgotassem numa hora. acabei por lê-lo nessa noite e numa parte do dia a seguir, enquanto estava numa conferência sobre comunicação social e direito, na faculdade, que tinha como oradores, entre outros, o jornalista ricardo costa e o antigo cardeal de lisboa.

a parte mais interessante foi quando comecei a chorar copiosamente, com o livro nas pernas, chamando a atenção de toda a gente, que não percebia como podia eu chorar numa conferência tão enfadonha.

 

talvez porque gosto tanto de harry potter, e já li sem exagerar, dezenas de vezes todos os livros, deixo ficar, nesta reentrada do blogue, uma série de coisas que nos passaram ao lado nos livros, curiosidades e teorias.

preparados?

oh vamos lá!

 

- coisas que nos passaram ao lado nos livros:

* no livro um, harry potter e a pedra filosofal, o professor snape tentou humilhar o harry, fazendo-lhe perguntas às quais ele não poderia saber responder. uma dessas perguntas é:

"o que eu obteria se adicionasse raíz de asfódelo em pó a uma infusão de losna?"

o giro disto? é que asfódelo é uma espécie de lírio. ora, não só a mãe do harry se chamava lily como asfódelo tem uma simbologia: tristeza e luto. ou seja, nesta pergunta existe já uma declaração de snape acerca do amor pela mãe do harry e de como se sentia triste por esse facto.

 

* também no primeiro livro, quando ron e harry salvaram hermione do troll, na casa de banho, e se tornam amigos, é o dia em que os pais de harry morreram, dez anos antes.

 

* no segundo livro, harry potter e a câmara dos segredos, indirectamente, rowling descreve um feiticeiro que pode ser visto no escritório de dumbledore: esse feiticeiro é gandalf.

 

* o terceiro livro, harry potter e o prisioneiro de azkaban, é o primeiro onde surge lupin, um lobisomem. uma coisa interessante é que se alterarmos a ordem das letras do nome remus lupin, podemos escrever “primus lune”, traduzido como “primeira lua”.

 

* a família black tem como nomes principais, o nome de estrelas. sirius é uma estrela que faz parte da constelação canis major.

 

* a poderosa e invencível varinha de sabugueiro era a única varinha com algo de um thestral (criatura que apenas pode ser vista por quem já viu alguém a morrer). o fabuloso é que é a morte quem entrega esta varinha ao seu primeiro mestre. daí o thestral.

 

* harry chegou pela primeira vez à casa dos tios na mota de hagrid. quando saiu da lá, pela última vez, foi na mesma mota.

 

*quando alastor moody morre, treze pessoas reúnem-se à volta do seu corpo, sendo lupin o primeiro a chegar. mais tarde lupin morre, tornando verdadeira a profecia da professora trelawney, que indicou que quando os treze se reunissem, o primeiro a chegar, seria também o primeiro a morrer.

 

- curiosidades

* snape sempre teve um particular ódio a neville, pois este também poderia ser o rapaz escolhido, e se tal tivesse acontecido, Lily ainda estaria viva.

* voldemort não pode amar pois foi concebido a partir de uma poção de amor. é também por esse motivo que não consegue compreender tal sentimento e nunca o consegue ler na mente de snape.

* a autora matou a coruja hedwig como significado do fim da inocência e da juventude de harry.

* a autora colocou harry a usar óculos para que os leitores nunca se esquecessem da sua fragilidade.

* a autora justificou que dumbledore seguia grindelwald porque o amava verdadeiramente.

* a autora afirmou que fez percy voltar para a família uns minutos antes de fred morrer para demonstrar o quanto não se devem desperdiçar amizades por causa de pequenos problemas

 

- teorias

* os dementores, criaturas que sugam a felicidade das pessoas, são uma criação da autora tendo como base fases de depressão que sofreu antes de começar a escrever a saga.

 

* os potter tiveram uma filha que foi criada longe da família, mas sempre orientada a proteger o irmão: hermione.

segundo a teoria, os grangers teriam sigo os escolhidos para cuidar de hermione, mantendo-a afastada da sua família original e protegida dos devoradores da morte, o que explicaria a total ausência de interesse romântico de hermione para com harry.

 

* as personagens de harry potter estão correlacionados com cada irmão, que faz parte do livro os contos de beedle o bardo na história do conto dos três irmãos:

- o primeiro irmão, que deseja a “varinha das varinhas”, numa tentativa de dominar tudo (inclusive a possibilidade de morte) seria voldemort;

- o segundo irmão, que deseja a pedra da ressurreição, para trazer de volta da morte a sua amada, seria snape. este sempre se sentiu culpado da sua participação na morte da mulher que tanto amou;

- por último, o terceiro irmão, humilde, deseja uma forma de se esconder da morte, motivo pelo qual ganha a capa de invisibilidade, indo no final da sua vida ao seu encontro, como um velho amigo. este seria nada mais nada menos do que harry visto que este prontamente aceita a sua morte para salvar  os seus amigos.

* harry é louco e hogwarts nunca existiu.

esta teoria é avançada pela própria autora. numa entrevista ela diz que o mundo dos bruxos era apenas um sonho do harry para suportar a triste realidade de ter perdido os pais num acidente de carro e ter que viver com seus tios horríveis. assim, ele imagina ser resgatado de sua situação atual, cria enredos de vingança, como explodir a tia marge ou dar um rabo de porco a dudley. é um mundo onde ele tem várias comidas deliciosas, não é pobre e vive uma vida feliz depois de superar todos os problemas.

para suportar esta tese há uma parte no último livro, quando harry fala com dumbledore depois de ter sido atacado por voldemort, onde aquele diz: "é claro que isso está acontecendo dentro de sua cabeça, harry, mas por que isso deve significar que não seja real?”.

 

wll8iikzcwcnx5gp6nh7.jpg

 

é isto pessoas. não esquecei de partilhar isto pelo mundo, para que o mundo veja a luz, e passai por este antro, de vez em quando, onde se falam também coisa interessantes.

inté quarta.

Pág. 2/2